expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Pesquisar este blog

quinta-feira, 31 de março de 2016

Planta-tapete

Planta-tapete

Nome científico: Episcia cupreata.

Sinônimos: Violeta-vermelha, asa-de-barata, epícia e epíscia.


    Foto: Maria do Carmo Silva


Origem: Brasil, Venezuela e Colômbia.

Características: É uma planta rasteira ou trepadeira, dependendo da forma de cultivo, com folhas suculentas, em média, de 10 centímetros, marrom-acinzentadas, com nervuras verde-fosco, semi-aveludadas, bastante ornamentais. Flores vermelhas com centro amarelo, com cerca de 2 centímetros de diâmetro.

Tipo de solo: Fértil, menos compactado e bem drenado.

Luminosidade: Meia-sombra.



    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Multiplicação: Por cortes da planta. Pegue um saquinho para mudas, preencha com uma mistura de terra comum, carvão vegetal e esterco de curral ou compostagem. Enfie o corte da planta. Reguem em abundância e mantenha à sombra até o pegamento da muda.

Plantio: Em canteiros, nos quais ela cresce como forração, faça uma cova de 15 x 15 x 15 centímetros, ponha a muda e complete com uma mistura de terra comum, carvão vegetal e esterco de curral ou compostagem. 
Em vasos, nos quais é cultivada pendente, ponha cacos de telha ou tijolo no fundo para propiciar boa drenagem, ponha um pouco do substrato acima, ponha a muda e complete com o mesmo substrato.

Regas: Diárias.

Adubação: Utilize a adubação orgânica com esterco de curral ou compostagem, duas vezes por ano.

Sucesso em seu cultivo!


Um comentário: